Saiba o que sua startup pode terceirizar para ser mais enxuta

Sabemos que não é simples e fácil fazer uma startup crescer, até porque ela como empresa demanda mais do que apenas atividades operacionais, e essas outras tarefas também precisam de atenção pelo bem do negócio.

O fato é que para mantê-lo enxuto e possivelmente escalável montar setores para o back office e demais ações nem sempre é o correto, pois existem serviços que a startup pode terceirizar para ser mais eficiente e dar folga ao orçamento.

Entenda o que a terceirização tem  a ver com a capacidade de escalar e 6 áreas da empresa que podem ser terceirizadas.

A relação entre terceirização e as startups enxutas e escaláveis

Uma startup enxuta é aquela que entrega e sua proposta de valor ao público da forma mais rápida possível e sem desperdício de dinheiro, tempo e outros recursos. Agora, referindo-nos à estrutura geral do negócio, podemos estender o conceito a áreas diferentes da operacional, como contábil e de marketing.

Por exemplo, uma startup que possui um setor financeiro enxuto é aquela que atende às demandas de procedimentos financeiros gerados por suas operações e outras ocorrências com eficiência e sem desperdícios.

Quanto à escalabilidade, é a qualidade do negócio que conta com processos eficientes, replicáveis e que não tornam-se mais onerosos na mesma medida em que ele cresce e exige mais tarefas.

O outsourcing de serviços vai ao encontro da escalabilidade e de estruturas enxutas justamente por garantir eficiência com custos menores e menos necessidade de aquisição de ativos — dentro de formatos de funcionamento eficientes e repetíveis.

6 serviços que a startup pode terceirizar

Serviços jurídicos

Advogados para questões empresariais podem ser necessários em vários momentos do ciclo de uma startup, como:

  • Acerto entre os sócios para divisão de capital social e definição de direitos e obrigações;
  • Registro de marca e patente para proteção de produtos e serviços;
  • Defesa em possíveis processos judiciais, por culpa da empresa ou não, ou necessidade de entrada na Justiça;
  • Entrada em licitações.

Seja qual for a necessidade de serviços jurídicos, mesmo com alguma recorrência, para a maioria das empresas é mais barato e igualmente eficiente contratar um escritório ou uma assessoria da área do que admitir um advogado.

A contratação desse profissional exige, além de salário compatível com a função, pagamento de direitos trabalhistas balizados na remuneração e um ambiente de trabalho exclusivo para ele.

Setor financeiro

As tarefas relativas a pagamentos, controle de contas a pagar e receber, gestão de contratos e acompanhamento de indicadores podem ser feitas pelos sócios. E eles não precisam de uma formação acadêmica específica para isso.

Por outro lado, tais tarefas administrativas diárias acabam tirando tempo dos responsáveis que poderia ser aplicado em assuntos mais importantes para o crescimento do negócio, como aquisição de clientes e melhoria das soluções vendidas.

Aliás, após certo crescimento, não se consegue mais gerenciar todos os aspectos da empresa e mais as finanças. Daí surge a necessidade de criar um setor para manter as atividades internamente, o que gera demandas em montagem de estrutura para o setor e contratação de ferramentas.

Então, pode-se terceirizar todas as rotinas do departamento para um escritório especializado em finanças para startups.

Além de tornar a estrutura mais enxuta com o setor financeiro perfeitamente rodando fora dela, a empresa pode contar com a assessoria da terceirizada para ler relatórios financeiros, extrair respostas deles e ter insights a partir dos documentos.

Contabilidade

Terceirizar a contabilidade em comparação com contratar um contador e dar as condições de trabalho que ele necessita talvez resulte no maior custo-benefício entre as opções de outsourcing que as startups têm.

Neste caso, diferentemente das atividades do financeiro, algumas tarefas da escrituração contábil e de procedimentos fiscais e trabalhistas exigem um responsável pessoa física ou jurídica com registro no Conselho Regional de Contabilidade do estado. Logo, serviços contábeis vindos de especialistas são necessários desde a abertura do negócio.

Quanto aos benefícios, são os mesmos trazidos pela terceirização do setor de finanças: especialistas mantendo as rotinas funcionando de acordo com as melhores práticas e prazos e assessoria de peritos para questões específicas e gestão.

Marketing digital

Supondo que a startup pretende ter um departamento interno de marketing ela precisa de no mínimo um profissional com experiência, uma estação de trabalho e ferramentas, como software de automação de marketing.

Todos esses custos para um departamento interno, mesmo que pequeno, acabam saindo muito mais caro do que a terceirização. Inclusive, ao terceirizar a startup pode contar com uma estrutura maior de uma agência focada apenas em fazer marketing digital, com mais profissionais e ferramentas à disposição.

Atividades operacionais por demanda

Tarefas muito estratégicas e de base não podem ser terceirizadas, pois exigem que os profissionais envolvidos compareçam a reuniões, vivam o dia a dia do negócio e se comprometam totalmente com ele.

Porém, o mesmo não ocorre com atividades específicas ou partes de projetos que existem em volume, necessitando de bastante mão de obra e tempo de execução. Isso funciona com tarefas que podem ser executadas por freelancers ou outras empresas a partir do fornecimento de um briefing e com possibilidade de estabelecer curtos prazos para entregas remotas.

Dessa forma, pagando apenas por tarefa recebida conforme critérios estabelecidos para cada uma, o negócio elimina a necessidade de alocar diversas pessoas dentro dele, o que demanda espaço, mais máquinas e ferramentas e ainda gastos maiores com vínculos trabalhistas.

Desenvolvimento e programação

Contratar um profissional ou montar um setor voltado à tecnologia exige grande investimento e geralmente é mais adequado fazer a terceirização se a estrutura interna não for direcionada às atividades-fim.

Por exemplo, contratar programadores para manterem o software que a empresa vende funcionando e tendo melhorias é totalmente adequado. Já fazer um investimento parecido somente para o desenvolvimento do site não é recomendado, pois isso pode muito bem ser feito por terceiros.

Se você ainda tem dúvidas quanto aos serviços que a sua startup pode terceirizar, saiba mais sobre o que é uma startup enxuta e o que pode ser feito, além da terceirização, para encontrar a estrutura ideal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *