Como ter um negócio competitivo no mercado

De maneira simplista, para ter um negócio competitivo é preciso alcançar grande fatia de mercado, realizar vendas com consistência e fazer frente aos demais players da área da empresa. Mas existem outros critérios, que levam às vendas e que surgem após elas, igualmente importantes para gerar vantagens competitivas e manterem a capacidade do negócio competir com seus concorrentes.

São pontos e estratégias que impactam diretamente na atuação interna e externa de uma startup e, consequentemente, em seu potencial competitivo. Então, atente às sete práticas que iremos abordar para a sua empresa ser mais forte no mercado.

Fidelizando clientes

A empresa pode desenvolver atividades de serviços recorrentes e contínuas ou atender seus clientes pontualmente. Independentemente de qual for o modelo de negócio, ele precisa ser estudado para que se conclua como fidelizar os clientes.

Isso pode ser mais fácil para empresas que prestam serviços recorrentes, dos quais os clientes precisam no dia a dia ou periodicamente, mas não significa que esses negócios podem ignorar técnicas de fidelização.

Já para prestadores de serviços pontuais, ou startups que vendem soluções, o cuidado tem de ser maior e é interessante até mesmo ter uma estratégia de marketing especialmente para a fidelização. A fidelidade, nesse caso, pode ser reproduzida em novas contratações e vendas ou no fornecimento de soluções adicionais às principais vendidas à base de clientes.

Além de garantir faturamento contínuo, a fidelização otimiza a geração de receita com os mesmos investimentos feitos em marketing, ou sem necessidade de investimento adicional. E a manutenção da base ainda evita que os concorrentes adquiram mais fatia de mercado e se fortaleçam perante a empresa.

Encontrando os canais corretos de marketing e vendas

Para ter um negócio competitivo é fundamental ter uma boa distribuição dos produtos ou serviços, que é feita pelos canais de marketing e comerciais.

Uma startup do mercado B2B, por exemplo, precisa buscar canais nos quais os seus clientes ideais estarão, como o Linkedin para relacionamento e as pesquisas do Google para tirar dúvidas durante a jornada de compra. Logo, faz sentido postar na rede social, gerar conteúdo dentro do site e veicular anúncios tanto no Linkedin quanto nos links patrocinados do Google.

Quanto aos canais de vendas, são aqueles pelos quais o processo comercial será rodado, devendo fazer sentido ao perfil de cliente ideal e ao tipo de venda adequado ao produto. Por exemplo, um software pouco complexo e de assinatura mensal, e baixo valor financeiro, pode ter como canal de venda uma página do site para sua contratação.

A escolha correta dos tipos de canais atua em favor do aumento de vendas e do ganho de fatia de mercado, dois dos maiores benefícios da competitividade.

Escalando processos em geral

Os processos dos mais diferentes setores podem ser organizados para terem escalabilidade. Com isso, se tornam mais baratos, ágeis, integrados e inteligentes. A partir disso, as consequências são:

  • estrutura de custos menor, o que é financeiramente menos arriscado;
  • mais dinheiro em caixa para investir em melhorias, aumentando a competitividade;
  • maior eficiência;
  • informações com mais qualidade e rapidez nos relatórios gerenciais;
  • ambiente preparado para atender a demandas maiores.

Gerenciando com orientação a resultados

A gestão orientada a resultados baseia-se muito em tomada de decisões com apoio de dados e acompanhamento frequente de indicadores de sucesso.

Esse modelo de gerenciamento utiliza-se de informação abrangente e de qualidade para que as decisões dos responsáveis sejam as mais otimizadas e menos arriscadas. E o uso de indicadores centraliza as avaliações de processos e resultados. Dentro disso, o feeling e as apostas arriscadas são eliminadas da linha de raciocínio dos gestores.

Adiantando-se a tendências do mercado

As tendências podem trazer inovações em processos, diferentes formas de distribuição de soluções, mudanças no comportamento de consumo e uma série de outras realidades às quais será preciso prestar atenção para ter um negócio competitivo.

Adiantando-se a essas tendências a empresa tem mais tempo para pesquisar, fazer correções e implementar alterações no intuito de se adequar às novidades e tirar melhor proveito das novas oportunidades que surgirão com elas.

Explorando os diferenciais

Muitos critérios podem ser definidos como diferenciais de um negócio. Alguns deles são:

  • faixa ou modelo de precificação;
  • processos inovadores para soluções já existentes;
  • características totalmente inéditas;
  • forma de atendimento ou assessoramento dado aos clientes.

Sejam quais forem os diferenciais apresentados, têm de ser explorados em todos os momentos nos quais isso é possível e adequado. Algumas dessas ocasiões são ações de marketing, apresentação de soluções, demonstrações e avaliações gratuitas e elaboração de propostas comerciais.

Conhecendo os concorrentes

Apesar de a maior parte da atenção ser devida à própria startup, também importante conhecer a concorrência e analisá-la mesmo que brevemente. Algumas percepções como as estratégias de expansão, os diferenciais, modelo de precificação e posicionamento de marketing de outros players ajudam a empresa a tomar determinadas decisões e rever outras.

A avaliação da concorrência também auxilia na percepção de porque situações específicas ocorreram ou passaram a ocorrer, e o que deve ser feito para minimizar impactos negativos e aproveitar possíveis oportunidades que surgiram dessas situações.

Por exemplo, a empresa pode ter uma boa solução de nicho e se destacar no ramo de atuação com ela. Porém, um player maior, de grande porte e internacional, poderia passar a oferecer uma solução parecida para o mesmo nicho. E isso poderia ser uma ameaça.

Logo, seria necessário reafirmar o posicionamento, reforçar as ações de marketing e dar mais atenção à fidelização para evitar perder fatia de mercado, mesmo fazendo bom trabalho, pela forma da imagem e o poderio financeiro de um concorrente que está ampliando seu portfólio de produtos ou serviços.

Prestando atenção aos pontos que abordamos, você pode ter um negócio competitivo e protegido de ameaças. Mesmo assim, não deixe de acompanhar os conteúdos para aprender mais: siga a ContabNET nas redes sociais e fique a par dos temas que tratamos no blog.

Deixe uma resposta